Sintomas da menopausa: o que toda mulher precisa saber

Se você está se sentindo diferente, e tem notado transformações no seu corpo, é sinal de que a menopausa pode estar por vir! Os sintomas variam de mulher para mulher, mas nesse artigo nós vamos falar sobre as etapas que o corpo feminino enfrenta durante a menopausa.

Geralmente, a menopausa ocorre a partir dos 45 anos de idade, e cada mulher enfrenta de formas diferentes a transformação do organismo. O que muitas mulheres não sabem, é que existem fatores como o Tabagismo, genética e a multiparidade que influenciam na aparição da menopausa, como por exemplo:

O tabagismo antecipa a menopausa em cerca de 1,5 anos (fato que também depende da carga tabágica e dos anos de exposição).

Fatores familiares, como polimorfismos genéticos dos receptores de estrogênio.

A multiparidade, o excesso de massa corporal e o elevado QI na infância estão relacionados com o aparecimento mais tardio da menopausa.

Até o momento, nenhuma relação entre o uso de anticoncepcionais, raça ou nível socioeconômico se provou influente na aparição da menopausa. No entanto, pode-se dizer que nessa fase da vida da mulher, os períodos podem se dividir assim:

1) Climatério

É nessa fase em que se passa do estado em que somos férteis e ovulamos, pra uma transformação do nosso corpo para a fase não mais reprodutiva. É um processo contínuo e não uma “fase pontual” da vida, pois engloba a pré-menopausa e a pós-menopausa. Pode acompanhar-se de sintomatologia, mas não é imperativo que o climatério apresente sempre sintomas.

2) Pré-menopausa

Esse período dura cerca de cinco anos, que precede a menopausa. Nesta fase, é que temos ciclos mais curtos, e depois mais longos, devido o capital folicular que resta nos ovários responder mal aos estímulos das gonadotrofinas hipofisárias(FSH e LH), com produção irregular de inibina, o que leva ao aparecimento de ciclos anovulatórios ou disovulatórios. 

3) Peri-menopausa

 A peri-menopausa é um período que decorre desde que iniciamos os ciclos irregulares e as perturbações vasomotoras da pré-menopausa, até um ano após a última menstruação.

4) Menopausa

Enfim, chegamos a menopausa! Nesse momento identificamos através da data do nosso último período menstrual. É assim que reconhecemos a falência da atividade endócrina dos ovários, que surge quando os folículos se tornam insuficientes para produzir estrogénios nas concentrações necessárias para induzir a proliferação do endométrio, que originavam a menstruação.

5) Pós-menopausa

Longo período de vida da mulher que decorre desde o fim da menstruação até à morte. Considera-se que existe uma menopausa precoce, quando esta ocorre antes dos 45 anos de idade (40 anos para alguns autores), conferindo à mulher um risco aumentado para as complicações de carência estrogênica. Nestes casos, está indicada a terapêutica de reposição hormonal, tanto mais indicada quanto mais precocemente tiver ocorrido a falência ovárica.