Sintomas da menopausa: O poder dos exercícios físicos!

Sintomas da menopausa: O poder dos exercícios físicos.

Na maioria das mulheres, os sintomas da menopausa costumam aparecer com o decorrer da idade entre 45 e 55 anos.

Quando a menstruação passa a ser irregular e alguns outros sintomas, como ondas de calor, o aumento da produção de suor e pele e cabelos ressecados. 

O que muitas mulheres não sabem é que na grande maioria dos sintomas físicos que passamos a sentir com o passar dos anos, como a osteoporose e dores no corpo, também são intensificados pelos sintomas da menopausa.

Por isso, neste artigo você aprenderá a importância dos exercícios físicos para acabar com os sintomas da menopausa, e que isso é possível de forma 100% natural e livre de hormônios sintéticos.

A relação entre os Sintomas da Menopausa e Exercício Físico

O envelhecimento acarreta no aparecimento de diversas doenças, entre elas, o diabetes mellitus tipo 2, a osteoporose e a hipertensão arterial.

As doenças cardiovasculares possuem grande importância na área de Saúde Pública, uma vez que são responsáveis por cerca de 16,6 milhões de óbitos no mundo, e a hipertensão arterial é responsável por cerca de 3 milhões de óbitos.

A prevalência da hipertensão arterial eleva-se avançada em adultos, podendo chegar a 20%, e continua a elevar-se com a idade, chegando a 80% da população acima de 80 anos.

As mulheres quando começam a entrar na menopausa, podem notar que ficam com o metabolismo mais lento, então o corpo não funciona da mesma forma e se adapta ao novo estilo de vida.

Quando se compara a hipertensão arterial entre gêneros, observa-se que as mulheres, até a menopausa, prevalece menor prevalência de hipertensão arterial e relacionadas em relação aos homens.

No entanto, após a menopausa, as mulheres passam a apresentar uma apresentação de hipertensão arterial semelhante a dos homens.

Acredita-se que a deficiência de estrógenos, mudanças do perfil lipídico, ganho de peso sejam os principais fatores associados à maior prevalência de hipertensão arterial em mulheres na menopausa quando comparadas àquelas na pré-menopausa. 

Evidências mostram que pessoas fisicamente ativas, possuem maior longevidade e menor taxa de mortalidade e morbidade. 

Portanto, a prática de exercícios se torna primordial para o bem-estar durante a menopausa.

Faça exercício regular!

Assim, o exercício físico regular, preferencialmente o aeróbio, é utilizado como abordagem não farmacológica na prevenção e / ou no tratamento de diversas doenças, como hipertensão arterial, o diabetes mellitus e obesidade.
Diferentes tipos de exercício físico aeróbio têm sido empregados para a promoção da saúde, entre eles a caminhada, a natação e o ciclismo. 

Ter uma vida ativa é de extrema importância para as mulheres na menopausa.

Treinamento físico Contínuo ou Intermitente? Qual a diferença?

O treinamento físico nas modalidades de exercício pode ser contínuo ou intermitente. 

Os treinos contínuos são formados por uma série de atividades, geralmente, de média ou baixa intensidade, durando sempre mais do que 20 minutos sem período de pausa para descanso. 

O principal objetivo dessa modalidade é criar condicionamento físico e resistência muscular. 

Treino intermitente, é intervalado de alta intensidade, consiste em intercalar períodos de atividade em que exercícios realizados de baixa, média e alta intensidade.

Nessa modalidade, existe uma possibilidade de parar por um certo período e deixar corpo descansar.

A vantagem inicial do treino intermitente é poder realizar uma maior quantidade de exercício físico e alcançar melhores resultados, coisa que não seria possível caso as atividades realizadas de forma direta, mas é importante ressaltar que uma mulher deve conhecer suas limitações na hora de praticar qualquer tipo de exercício.

Considera-se que as mulheres vivem mais do que os homens, uma importância da qualidade de vida na longevidade, intervenções para reduzir a incidência de doenças cardiovasculares nessa população são prioritárias na área de políticas públicas.

Diversos trabalhos efetivos que mudanças no estilo de vida são fundamentais para a manutenção da saúde da população em geral, sendo que a prática de exercício físico regular é uma intervenção necessária e eficaz na prevenção e / ou tratamento de diversas doenças, entre elas a hipertensão arterial , o diabetes mellitus tipo 2 e etc.

Praticar exercício físico na menopausa é garantir uma qualidade de vida e a melhor forma de prevenir de diversas doenças, mas manter uma boa alimentação e de extrema importância para potencializar seu bem estar.

Quais são as atividades físicas recomendadas na menopausa

Você pode pensar: “eu não suporto academia”. E tudo bem não gostar. Existem várias formas de se exercitar sem precisar frequentar uma academia.

A primeira coisa que você precisa fazer é decidir. Depois disso, colocar na sua decisão e começar a fazer atividade física.
A atividade física libera a endorfina no cérebro, aquela sensação de satisfação e felicidade. 

Uma sensação de cair na cama e dormir a noite toda. Um sentimento de alegria, aumento da autoestima, são prazeres proporcionados pelos exercícios.

Existe uma infinidade de exercícios físicos que você pode praticar, pelo menos, uma vez por semana. A coisa mais importante é a regularidade e a consistência.

5 tipos de atividades físicas para mulheres na menopausa

Caminhada – o que conta muito na caminhada é a intensidade e a frequência com que você vai caminhar. Para fazer a caminhada você pode convidar uma amiga ou pode ir sozinha.

Escolha um lugar que faça você se sentir bem e caminhe por uma hora, no mínimo, 3 vezes na semana.

Aula de zumba – é uma aula muito interessante, porque você levanta os braços com frequência e esse movimento aumenta a autoestima e a sensação de autoconfiança. 

Ajuda também a bloquear o hormônio do estresse, prevenindo a depressão.

Hidroginástica – esta é uma atividade que trabalha o corpo inteiro e você não corre o risco de ter lesões. Sem contar que é uma delícia fazer exercícios dentro da água, já que o corpo parece mais leve.

Aula de dança – você pode escolher uma dança da sua preferência. Dançar melhora a coordenação motora, trabalha todo seu corpo e você ainda se diverte. Recomendado no mínimo 3 vezes por semana, com duração de uma hora.

Musculação – ela fortalece a massa magra, define músculos e ainda te ajuda a socializar. Na fase da menopausa, uma mulher perde muita massa magra e a musculação é fundamental para o fortalecimento.

Quer saber mais sobre os sintomas da menopausa e como dominá-los para fazer dessa fase a melhor da sua vida?

Domine o Calorão com um Protocolo Fitoterápico!

Acabe com o calor na menopausa

Cuide da saúde na menopausa.

O  livro 30 receitas para acabar com o calor na menopausa  ajuda a relatar todo o estrogênio, que inevitavelmente, é perdido nesse período.

Esse livro é uma das edições disponíveis no Brasil que de fato, ajuda mulheres a emagrecer definitivamente depois dos 40 anos e dar fim, de uma vez por todas, nesses sintomas tão incômodos do climatério!

Todas as receitas do livro são comprovadamente eficaz no emagrecimento e alívio dos sintomas da menopausa, tudo de forma 100% natural, sem remédios, e sem que você preciso passar fome!

Sabe aquele calorão que vem subitamente e te deixa enxarcada de suor?

A enxaqueca que parece que vai explodir sua cabeça?

Aquele inchaço que não te deixa entrar nas roupas que você mais gosta, detonando sua autoestima?

São esses sintomas que o livro 30 receitas para acabar com o calor na menopausa vai te ajudar a eliminar! E tem mais, todas as receitas são práticas e fácil de fazer no seu dia-a-dia.

Por isso, não perca essa oportunidade e ainda hoje a eliminar os sintomas da menopausa!

Viva agora a melhor fase da sua vida.

Siga a @ ju.kress nas redes sociais e não perca nenhuma novidade, dicas, exercícios que vão te ajudar a viver uma vida saudável na menopausa, com todo o bem estar que você merece.

Outros Artigos Recomendados para Você:

Leave a Reply