Falta de Libido como ter uma noite Romântica

Falta da libido, secura vaginal e crises no relacionamento durante a menopausa.

Sem dúvidas, a fase da menopausa é muito marcante para a vida da mulher. Além dos calores, suores noturnos, dores de cabeça ainda enfrentamos a falta da libido.

A perda do desejo sexual está relacionada às oscilações hormonais que acontecem no corpo feminino durante a menopausa. Essas oscilações acarretam mudanças físicas e psicológicas que afetam diretamente as nossas relações amorosas.

A mudança hormonal afeta profundamente sua vida

Antes de tudo, precisamos diferenciar a libido e a sexualidade. Durante a menopausa, a sua sexualidade pode estar boa e talvez seja a sua a vida sexual que esteja ruim. Mas como assim?

Quando falamos em libido estamos dizendo sobre o apetite sexual. Ou seja, a aptidão que você tem para o sexo e a sua vontade que fazer sexo. Às vezes tem mulheres que têm aptidão, mas tem dificuldade para o orgasmo ou na penetração.

Além disso, diversos são os fatores que contribuem para aumentar a falta de desejo sexual nas mulheres. Além dos sintomas físicos é necessário também prestarmos atenção aos sintomas psicológicos, pois estes exercem forte influência nas nossas relações amorosas.

As causas da falta da libido

O estrogênio afeta diretamente tecidos vaginais e vulvares, melhorando o fluxo sanguíneo genital, função nervosa e integridade do tecido, mantendo a capacidade de lubrificar e melhorar a contratilidade do músculo liso.

Por isso, a redução nos níveis do estrogênio é vista como a vilã responsável pelos sintomas da menopausa.

Porém, ele não é o único. A testosterona também influencia a libido. Isto é particularmente verdade quando a testosterona atinge o seu pico na casa dos vinte e poucos anos. Quando é chegada a menopausa, os níveis de testosterona caem para cerca de metade devido ao processo natural de envelhecimento.

Como mudar esse cenário

Mudanças simples como incluir exercícios físicos e dieta balanceada na sua rotina podem aumentar a libido durante a menopausa.

A boa notícia é que há solução para as noites mal dormidas, suores noturnos, ondas de calor, alterações de humor e o ressecamento vaginal. Pode parecer que não há como contrabalançar essa montanha russa de sentimentos; no entanto, a prática de exercícios regulares e uma alimentação saudável nos ajudam a vencer os sintomas da menopausa.

Como e o que você está comendo?

Uma alimentação com excesso de açúcares, gorduras saturadas e alimentos processados pode não afetar tão diretamente a sua libido, mas vão impactar na distribuição da gordura pelo corpo, o que pode influenciar emocionalmente, mulheres com baixa autoestima.

Sabemos que os sintomas psicológicos influenciam a forma como lidamos com nossos relacionamentos amorosos. Se você não se ama, não está feliz com seu próprio corpo, como irá se sentir à vontade durante as relações com seu parceiro?

Por isso, os alimentos muito açucarados aumentam os níveis de glicose no sangue, acarretando uma rápida recarga de energia, seguido de queda acentuada. Esse ciclo perigoso é o principal responsável pelo acúmulo de gordura corporal dentre outros problemas de saúde.

Receita para a Felicidade: recupere a sua libido

Anime-se mantendo um importante neurotransmissor sob controle. Para manter-se energizado, mantenha os níveis de dopamina alimentando-se de alimentos ricos em ômega 3: nozes, salmão, atum e sementes de chia.

Além disso, acrescente à sua dieta, alimentos ricos no aminoácido tirosina, o que ajuda na produção de dopamina, como: abacate, legumes e laticínios com baixo teor de gordura.

Liberte o estresse e sinta-se mais calmo se alimentando de alimentos ricos em triptofano, famoso aminoácido que auxilia na produção da serotonina: arroz integral, queijo cottage, sementes de gergelim e amendoim.

Acrescente também no seu dia a dia uma dieta rica em fitoestrogênios. Ou seja, utilize um Cardápio eficiente para minimizar os efeitos da menopausa.

Exercícios físicos ajudam no desejo sexual. Dê adeus à falta de libido

A flexão dos músculos além de torná-los mais fortes, ajuda a controlar a baixa nos níveis do hormônio testosterona. Também é responsável pela diminuição da gordura da barriga, que está ligada a alguns dos sintomas vasomotores da menopausa, como sudoreses noturnas e ondas de calor.

Por isso, amarre o tênis e comece a fazer exercícios na sua sala. Os exercícios induzem a liberação de hormônios do bem-estar imediatamente e até 24 horas após o término do treino. O exercício faz com que você fique mais forte e magro, o que irá impactar imediatamente a sua autoestima e confiança.

Além disso, apenas 20 minutos de exercícios aeróbicos moderados, como caminhar, correr, dançar e andar de bicicleta aumentam a produção de óxido nítrico, o que aumenta o fluxo sanguíneo para os músculos e o cérebro.

Adicione 10 minutos de treinamento de resistência para exercitar grandes músculos, como agachamentos, flexões, agachamentos e exercícios para os ombros. Pesos moderados e pesados, executados em ritmo acelerado, aumentarão a produção de testosterona.

Então, não subestime o poder das atividades corpo-mente, como ioga e pilates, para estimular a libido. Ambos constroem um núcleo mais forte, que suporta os órgãos sexuais, aumentam a flexibilidade e criam uma conexão músculo-mente para liberar estresse e tensão.

Eu posso te ajudar!

Com o livro digital 20 dias para ativar o metabolismo, além de emagrecer você vai acabar com o calor da menopausa.

Com ele você vai receber:

– Protocolo de sucos fitoestrogênios elaborados por Julia Kress e sua nutricionista e alquimista alimentar, que possibilitam a ativação do metabolismo para começar a emagrecer e dominar os calores da menopausa.

– Calendário de acompanhamento para imprimir e colar na sua geladeira. Assim você poderá acompanhar os dias de aplicação do método sem se perder.

– Ficha de anotações para imprimir e acompanhar o seu desenvolvimento, anotando seus resultados e como você está se sentindo a cada dia.

Quer saber mais?

Clique aqui, e saiba tudo sobre acelerar o metabolismo.

Quem é Julia Kress?

É especialista em saúde da mulher pelo programa “Advancing Women`s Health” da Universidade de Harvard Medical School e formada em Comportamento Humano por Tony Robbins.

Desde 2004, Julia ajuda mulheres a transformar suas vidas fazendo deste período da pré-menopausa a melhor fase de suas vidas. Olhe abaixo como Julia pode ajudar você.

Desenvolveu o programa “Domine a Menopausa”, a mentoria “Mulher Inabalável”, o programa “Vencendo a Menopausa”, ”, “Emagrecendo aos 40” e “Menopausa Sem Stress”.e autora dos livros “Como Dominar os Sintomas da Menopausa”, “Enciclopédia da menopausa”, “Viver bem na menopausa”, “Desafio detox” e “20 dias para Ativação do Metabolismo na Menopausa”

Outros Artigos Recomendados para Você:

Menopausa-e-osteoporose-300x200

Osteoporose na Menopausa

Osteoporose na menopausa Osteoporose.. Palavra difícil para um problema muito comum entre as mulheres. A osteoporose é uma doença bastante relacionada à longevidade do ser

LEIA MAIS >
tipos de salada para a menopausa

Alimentação fito e menopausa

Alimentação fito e menopausa O efeito dos fitos em mulheres na menopausa Os fito estrogênicos  são alimentos que contém uma substância muito benéfica para mulheres

LEIA MAIS >

Leave a Reply